Art / Photo

Base Central

Base Central é um projeto anual composto pelos artistas visuais Kboco e Santhiago Selon, parceria de década que se iniciou em Goiânia e é evidenciado pela união estética da arquitetura e da pintura. Conversamos com o Kboco, um dos pioneiro do graffiti em Goiânia, reconhecido pelo seu trabalho em todo o país e fora. Expôs em lugares como Suíça, Estados Unidos, França, Espanha, Portugal e Inglaterra. Em 2013 lançou o “Sertão Nômade”, livro que traz pinturas expostas em seus vários formatos. Atualmente reside em São Paulo onde possui um estúdio de criação e está prestes a lançar um catálogo e documentário sobre o Base Central 2015.

Como surgiu o projeto Base Central?

Surgiu de forma espontânea. São murais de médio e grande porte e para isso é necessário estrutura e planejamento. Pintar nas ruas de Goiânia é muito bom, foi onde eu comecei. É uma forma de retribuir a cidade, o lugar de onde eu vim, minhas origens. A ideia do projeto se baseia também como um intercâmbio cultural, onde pretendo trazer além de artistas, fotógrafos, produtores e cineastas. É um projeto de arte fora do circuito oficial de arte.

Como se desenvolve o processo criativo? Existe uma identidade unificada para todos trabalhos.

Rola de forma natural, já pintamos juntos há muito tempo e o desenho de um se encaixa no desenho do outro e assim se cria uma única obra. Semelhante ao processo de fazer música.

basegif1


Vocês inserem a arte na arquitetura como se aqueles elementos já fizessem parte daquele espaço. Como vocês enxergam a importância de uma intervenção deste tipo num espaço sem restrições, onde todos podem ver e ser estimulados por ela?

Meu trabalho de intervenção já tem um diálogo com a arquitetura. É preciso saber respeitar o que já se tem, seja na arquitetura ou nas texturas que se formam com o passar do tempo. Faço intervenções em todo tipo de arquitetura, como fachadas, ruínas ou mesmo ambientes internos, mas em todos os casos é preciso equilíbrio e bom senso para saber o que colocar e o que tirar do espaço. E como está no espaço público todos tem acesso a ela de forma espontânea e natural. É muito bom o elemento surpresa nesse tipo de trabalho que é fora do circuito de arte e tem um impacto direto na vida e no inconsciente coletivo da cidade.

basegif2

E os projetos futuros com o Base Central?
Pra esse ano muitas viagens para pintar. Além de ser algo que gosto muito de fazer, é onde eu aprendo muita coisa.

Mais informações:
http://basecentral.tumblr.com/

You Might Also Like